Posso Pagar o Seguro DPVAT Parcelado?

No primeiro trimestre de cada ano duas palavras são muito anunciadas na mídia: IPVA e DPVAT. O seguro obrigatório deve ser pago também anualmente. Como funciona seu parcelamento e como pagar a taxa? Saiba mais a seguir. 

Entenda como funciona o DPVAT

Como proprietário de veículo e motorista talvez você tenha um seguro do bem pagando em parcelas. Todos os danos físicos e vítimas de acidente por sua causa são acobertadas pelo valor informado na apólice de acordo com o dano. 

O DPVAT é um seguro semelhante em alguns pontos. Existe uma seguradora controlado que é a Líder mas você não escolhe o pacote de cobertura. Tudo é pré determinado pelo Detran e por isso é chamado de seguro obrigatório. 

O proprietário de um veículo paga o DPVAT todos os anos para ajudar as vítimas de trânsito em seus acidentes. Possuem direto a solicitar a cobertura do seguro qualquer vítima envolvida em um acidente, seja ela motorista, passageiro ou pedestre. 

O valor pago é apenas para cobrir danos à saúde, sejam eles temporários ou permanentes. Podem ir do valor de R$ 1.250 a R$ 13.500 a serem pagos em parcela única direto em conta corrente ou poupança. 

Como se paga o DPVAT

A taxa correspondente ao DPVAT chega na mão do contribuinte para ser paga através do boleto do IPVA. Todos os anos o boleto é enviado para o endereço cadastrado no Detran e deve ser pago integralmente. Como não se pode pagar apenas uma parte do valor informada no código de barras, então paga-se o DPVAT junto. 

Por que os dois boletos são enviados juntos? Para garantir que todos os proprietários de veículos de fato paguem. Infelizmente o índice de inadimplência de impostos no Brasil é alto e muitos não pagariam se fosse enviado um boleto à parte. 

Pagar as duas taxas em conjunto garante um maior sucesso no imposto. Devemos visualizar o cenário no qual a maior parte das vítimas de acidentes de trânsito não possuem verba para custear seus tratamentos médicos e possíveis lesões permanentes. A Seguradora Líder, a responsável pelos pagamentos, precisa de dinheiro para pagar a quem possui direito. Logo, é preciso ter verba de algum lugar e são os assegurados os responsáveis por liberar esta verba.

DPVAT pode ser parcelado

Como DPVAT e IPVA são pagos juntos podemos afirmar que o DPVAT pode ser parcelado. Uma vez que o valor do IPVA é parcelado a taxa do DPVAT também será porque está inclusa no mesmo boleto. 

O que infelizmente não é possível fazer são dois parcelamentos. Não se pode separar as duas taxas do boleto emitido e enviado pelo Detran. Não se pode, por exemplo, pagar apenas o IPVA à vista e parcelar o DPVAT ou o inverso.

Como as duas taxas são atreladas é simples de entender que quem não pagou o IPVA também está devendo ao DPVAT. A pendência dupla gera as mesmas consequências: multa e possível apreensão do veículo. A apreensão é por deixar o IPVA em atraso mas acaba servindo para os dois. 

 

This entry was posted in Blogging. Bookmark the permalink. Both comments and trackbacks are currently closed.