Entenda como funciona o PIS para quem trabalha no serviço público

Você deve saber que o PIS é um dos recursos mais importantes para o trabalhador brasileiro, pois ele proporcionado o financiamento de diversos outros benefícios. O PIS é direcionado para o trabalhador do setor privado. Mas e quanto ao setor público, como o serviço funciona? Entenda mais a seguir.

O que é o PIS?

O PIS corresponde ao Programa de Interação Social e ele é de responsabilidade da Caixa Econômica Federal. O recurso permite o pagamento do aboo salarial para os funcionários da rede privada.

O abono é um valor importante, podendo ser equivalente a até um salário mínimo. Quem tem direito ao abono, deve ficar atento às informações e emitir o extrato do PIS.

Caso tenha dúvidas ao recebimento, não deixe de verificar as informações do PIS pelo serviço online, atendimento via telefone ou se dirigindo com sua documentação para uma unidade da Caixa.

PIS/PASEP

Mas se o PIS é direcionado ao pagamento do abono salarial para os funcionários da rede priva, o que acontece com o setor público? É importante enfatizar que os direitos para ambos setores são iguais, o que será diferente é o processo pelo qual o valor é pago.

Enquanto quem trabalha para empresa particular irá receber pelo PIS, quem trabalha em cargo público, irá receber através do PASEP. A sigla corresponde ao Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público e é direito de todo servidor público.

Os pagamentos do PIS/PASEP são realizados em lotes, por isso é preciso ficar atento às datas. Vale lembrar também que o calendário PIS é diferente daquele estabelecido pelo PASEP, que é pago através do Banco do Brasil. Por isso, fique atento às datas e prazos para não perder o saque. Se o valor ficar retido, só é liberado após liberação legal.

Quem tem direito a receber?

Para receber o valor do PIS, é preciso antes estar cumprindo os requisitos estabelecidos pelo mesmo. Confira abaixo:

  • Receber mensalmente até dois salários mínimos vigentes;
  • Estar devidamente cadastro pelo empregador no RAIS (Relação Anual de Informações Sociais);
  • Ter cadastro no PIS por, pelo menos, 5 anos;
  • Ter exercido 30 dias, consecutivos ou não, de serviços remunerados através da carteia assinada.

Se todas as informações estiverem devidamente informadas e você preencher os requisitos, poderá receber o valor do abono salarial. É necessário ficar atento à divulgação do calendário de cada benefício. É importante conferir corretamente a data e retirar o extrato para verificar a liberação do saque. O PIS/PASEP é um direito seu!

This entry was posted in Blogging. Bookmark the permalink. Both comments and trackbacks are currently closed.