8 erros comuns cometidos ao comprar um carro zero

Popular ou não, ter um modelo de carro 0 km na garagem é uma ideia atraente. Paga-se mais caro e por isso é um cliente diferenciado. Todos sabem disso. Mas antes de optar pela escolha (que possui suas vantagens) saiba quais os erros mais comuns e como evitá-los.

8 erros comuns cometidos ao comprar um carro zero

Os oito erros mais comuns de quem compra carro 0 km

Comprar carro 0 km é certeza de não levar para casa veículo com vícios. Peças novas, com garantia e ainda o cheirinho de novo. Mas antes de efetuar a compra há oito pontos que não devem ser esquecidos antes de fazer a escolha.

1 – IPVA de 0 km é mais caro

Quanto mais novo o carro mais caro é o seu imposto, seja o IPVA SP ou de qualquer outro Estado. Os modelos nunca usados na loja são mais caros ainda e podem representar um gasto significativo no planejamento anual. 

2 – Atenção ao consumo por km

Os modelos mais lindos vindos da loja são atraentes e a quantidade de acessórios convida para uma compra. Contudo, carro anda com combustível e alguns consomem menos. Há os modelos que conseguem fazer mais de 15 km com litro em centros urbanos. Os modelos há diesel são mais em conta ainda por conta do valor da gasolina. 

Uma conta a ser feita é quanto se gastará de combustível em um ano e quanto custa o modelo. As vezes pagar mais caro na compra gera um retorno anual melhor de economia e compensa.

3 – Você está mesmo na loja mais barata?

As concessionárias e fabricantes vivem esbarrando nos preços e podem oferecer bons descontos com uma boa entrada. Pesquisa de valores é crucial para não cair no carro do vendedor.

4 – Você usa todos aqueles acessórios mesmo?

Um dos motivos da compra de carro 0 km ser mais cara é a quantidade de acessórios a serem incluídos. Mas eles serão usados? Um kit multimídia com monitores extras é interessante para quem tem filhos mas não para quem vai dirigir sozinho a maior parte do tempo.

Um vidro mais resistente é interessante, mas nem tudo o que vem anexo no painel de fato importa para você. Pagar mais por algo que não vai usar não vale a pena.

5 – Há dificuldade de peças no mercado?

Nem todos os modelos possuem uma ampla assistência técnica ou histórico de prolongar a fabricação de peças por um longo período. Enquanto está na garantia não é problema seu haver peças para troca. Mas e quando acabar? Pesquise mais sobre o fabricante.

6 – Modelos pouco usados são mais baratos

Você sabia que saindo da loja mesmo sem rodar mais de 10 km o carro já perde 10% do seu valor? O termo “o km” pesa no valor final da venda. Pode ser interessante procurar ofertas entre donos que conservam bem o carro e conseguir o mesmo modelo do ano anterior por uma oferta melhor.

7 – Verifique que tipo de assistência a fabricante dá

Um carro 0 km possui garantia de 3 a 5 anos, depende do fabricante. Leia com atenção todos os termos e se ele atende às suas necessidades. Se há reboque em um bom raio de cobertura e em outros Estados, por exemplo. 

8 – Onde ficam as assistências?

Os postos de atendimento de carro 0 km precisam estar em um raio de ao menos 30 km da sua residência pra dar um bom suporte. Também verifique o histórico de atendimento em sites de reclamações de clientes e qual o tempo para revisar e devolver o veículo em perfeito estado.

Fonte: https://ipva2018mg.com.br/

 

This entry was posted in Blogging. Bookmark the permalink. Both comments and trackbacks are currently closed.